Roedores - Desratização no Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo e Grande Rio

Trabalhamos com diferentes métodos de desratização e controle de pragas.

Roedores

Aparecem principalmente nos depósitos, onde a alta rotatividade de produtos proporciona acúmulo de resíduos de alimentos em alguns pontos, dificuldade de manutenção de rotinas adequadas de limpeza, e muitas vezes armanezamento incorreto dos produtos. Nas lixeiras e áreas externas, a Ratazana (Rattus Norvegicus) é mais frequentemente encontrada por força de seu hábito de construir tocas no solo; nos depósitos, e mesmo no interior das lojas as espécies Rato Preto ou Rato de Forro (Rattus Rattus) e os Camundongos (Mus Musculus) são mais comuns.

Áreas de Atuação 

  • Hospitais
  • Escolas
  • Museus
  • Igrejas
  • Shoppings
  • Prédios Históricos
  • Indústrias de Alimentos
  • Condomínios
  • Lojas
  • Teatros
  • Restaurantes
  • Clubes e Residências 

Principais espécies de roedores

Os Roedores pevrtencem a classe dos mamíferos, compondo a Ordem RODENTIA, que contém mais de 3.000 espécies, e destas vamos destacar três espécies urbanas encontradas no Brasil. 

Rattus norvergicus (ratazana ou rato de esgoto)

Habita o solo (terrestre), com característica extra-domiciliar. Dotado de habilidades para escavar, nadar e roer podendo girar em torno de seu ninho até 40 metros. Abriga tocas e galerias no subsolo, na beira de rios e córregos, e lixões. Alimenta-se 30g/dia de lixo orgânico, cereais, raízes e carne e consome água até 30ml/dia. 

Rattus rattus (rato de telhado ou rato preto)

ESPÉCIE PREDOMINANTE NOS SUPERMERCADOS DO RIO DE JANEIRO E GRANDE RIO. Habita acima do solo, com característica intra e extradomiciliar. Dotado de habilidades para escalar, equilibrar-se e roer podendo explorar em torno de ninho até 60 metros. Habita o forro das casas, depósitos e armazéns.
Costuma ser encontrado nas proximidades de áreas portuárias. Alimenta-se até 30g/dia de legumes, frutas, cereais, raízes e pequenos insetos e consome água até 30ml/dia. 

Mus musculus (camundongo)

Habita o solo e também partes superiores, com características intradomiciliar. Dotado de habilidades como escalar e roer pode explorar em torno de seu ninho até 9 metros. Constrói o mesmo em móveis, despensas, gabinetes de cozinha e qualquer orifício capaz de acomodá-lo. Alimenta-se até 3g/dia de cereais, pão, queijo e seu consumo de água é inexpressivo.

Transmissão de doenças:

Infelizmente, os roedores não causam somente danos materiais. Na verdade, o papel mais triste que o rato representa é sua ação como transmissor em potencial de uma enorme série de doenças, tanto ao homem (Zoonoses) como a outras espécies animais. Dentre tantas doenças onde os roedores participam direta ou indiretamente poderíamos citar: 

A) Leptospirose (Leptospira sp): essas espiroquetas albergam-se nos rins dos roedores, os quais não sofrem nenhum mal com isso, mas as transmitem continuamente através da urina que, misturando-se à água, lama ou certos alimentos aquosos, podem penetrar no homem e outros animais através das mucosas ou da própria pele, especialmente se escoriada.

B) Peste (bubônica, pneumônica ou septicêmica): Uma das doenças mais antigas que aflingem a humanidade, transmitida através da pulga do rato. A “morte-negra” chegou a matar milhões de pessoas na Europa e Ásia medievais, transmitida naquela época pelo rato preto. Embora não tenha mais a mesma expressão, a peste continua ceifando vidas em inúmeros países, inclusive no nordeste brasileiro.

C) Tifo Murino: Outra zoonose ondea pulga do rato é a transmissora principal.

D) Febre da mordida da rato: Os ratos  frequentemente mordem bebês, crianças pequenas e idosos confinados às suas camas.

E) Triquinose: Suínos ingerem as fezes ou cadáveres de ratos infectados e o homem se infecta ingerindo a carne mal cozida desses suínos.

F) Salmoneloses: Ou envenenamentos alimentares, causam severas gastroenterites agudas. Os ratos de esgoto são especialmente responsáveis na contaminação dos alimentos.

G) Sarnas e micoses: Os roedores disseminam mecanicamente os agentes causadores dessas ectoparasitoses. 

Nossa metodologia de tratamento contra roedores

  • Caixas PEP (Ponto de Envenenamento Permanente), em áreas de alimentos,locais com presença de crianças e animais, para controle de roedores.
  • Avaliação por técnicos especializados dos pontos a serem tratados.
  • Aplicação de produtos raticidas de última geração nos locais necessários.
  • Aplicação de produtos raticidas de última geração nos locais necessários.
  • Reaplicação a cada 07 dias, sendo prevista até 03 aplicações a fim de obter o controle da infestação.
  • Monitoramento com emissão de relatórios de Desratização e medidas preventivas a serem tomadas. 

Surgiu em 1993 no Brasil uma nova doença, cujas características infecciosas são tão devastadoras que podem causar a morte de uma pessoa em apenas poucas horas após o contágio – a HANTAVIROSE – o Ebola brasileiro. A Transmissão do hantavírus ocorre quando o homem inala partículas de saliva ou excrementos de roedores infectados, os quais dessecados, misturam-se ao ar que respiramos. Este é o método mais comum de contaminação, porém pode-se infectar ao levar a mão à boca ou ao nariz após ter tocado a carcaça de um animal infectado ou materiais contaminados, também através do contato direto da pele danificada e da conjuntiva com estes materiais e provavelmente  pela ingestão de água ou alimentos contaminados. 

Nossa metodologia de tratamento contra roedores inclui:

  • Caixas PEP (Ponto de Envenenamento Permanente), em áreas de alimentos,locais com presença de crianças e animais, para controle de roedores.
  • Avaliação por técnicos especializados dos pontos a serem tratados.
  • Aplicação de produtos raticidas de última geração nos locais necessários. 

  • Aplicação de produtos raticidas de última geração nos locais necessários.
  • Reaplicação a cada 07 dias, sendo prevista até 03 aplicações a fim de obter o controle da infestação.
  • Monitoramento com emissão de relatórios de Desratização e medidas preventivas a serem tomadas. 

Chame a AMBIENTAL tão logo você perceba roedores ou insetos em sua resistência ou comércio.

Proteja sua saúde!!!

Entre em contato agora mesmo e solicite um orçamento. 

Rua Doutor Porciúncula 2211, Venda da Cruz - 24411-005 - São Gonçalo - RJ
(21) 2628-2889 / 2628-6901 - smo@ambiental-cupim.com.br

Home | Empresa | Controle de Pragas | Casos de Sucesso | Clientes | Contato

Soluções em Desratização no RJ © Todos os direitos reservados 2016 por Ambiental Serviços Especializados Ltda